Categoria Carreira

porblogartesana

Painel de Vagas Artesana

Procurando uma nova oportunidade? Então confira as vagas disponíveis no grupo e venha fazer parte de nossa equipe.

Consultor (a) Interno de Vendas

Requisitos:

  • Experiência em vendas por telefone.
  • Ensino Médio completo.
  • Fácil acesso ao bairro do Ipiranga e Belenzinho.

 

Ajudante Externo

Requisitos:

  • Experiência em carga e descarga de materiais.
  • Fácil acesso ao bairro do Belenzinho.

 

Promotor de Vendas

Requisitos:

  • Experiência em vendas externas.
  • Ensino Médio completo.
  • Disponibilidade para visitas na grande São Paulo.

 

Motorista

Requisitos:

  • Experiência na função.
  • Carteira Categoria D.
  • Fácil acesso ao bairro do Belenzinho.

 

Atendente Conferente

Requisitos:

  • Experiência em recebimento e conferência de materiais.
  • Ensino Médio completo.
  • Fácil acesso ao bairro do Belenzinho.

 

Gesseiro

Requisitos:

  • Curso técnico em instalação de Drywall.
  • Disponibilidade de horários.

 

Envie o seu CV para curriculo@artesana.com.br e boa sorte!

porblogartesana

Painel de Vagas

Quer fazer parte da Equipe Artesana? Então confira as vagas que temos em aberto:

– Consultor (a) Interno de Vendas
Requisitos:
* Experiência em vendas por telefone.
* Ensino Médio completo.
* Fácil acesso ao bairro do Ipiranga e Belenzinho.

– Ajudante Externo
Requisitos:
* Experiência em carga e descarga de materiais.
* Fácil acesso ao bairro do Belenzinho.

– Vendedor Externo
Requisitos:
* Experiência em vendas externas.
* Ensino Médio completo.
* Disponibilidade para visitas na grande São Paulo.

– Motorista
Requisitos:
* Experiência na função.
* Fácil acesso ao bairro do Belenzinho.

– Atendente Conferente
Requisitos:
* Experiência em recebimento e conferência de materiais.
* Ensino Médio completo.
* Fácil acesso ao bairro do Belenzinho.

– Gesseiro
Requisitos:
* Curso técnico em instalação de Drywall.
* Disponibilidade de horários.

Se interessou? Mande agora mesmo o seu CV para curriculo@artesana.com.br e boa sorte!

porblogartesana

Painel de Vagas Artesana

Confira as vagas disponíveis no Grupo Artesana e faça parte de nossa equipe.

– Consultor (a) Interno de Vendas
Requisitos:
* Experiência em vendas por telefone.
* Ensino Médio completo.
* Fácil acesso ao bairro do Ipiranga e Belenzinho.

– Ajudante Externo
Requisitos:
* Experiência em carga e descarga de materiais.
* Fácil acesso  ao bairro do Belenzinho.

– Vendedor Externo
Requisitos:
* Experiência em vendas externas.
* Ensino Médio completo.
* Disponibilidade para visitas  na grande São Paulo.

– Motorista
Requisitos:
* Experiência na função.
* Fácil acesso  ao bairro do Belenzinho.

– Atendente Conferente
Requisitos:
* Experiência em recebimento e conferência de materiais .
* Ensino Médio completo.
* Fácil acesso ao bairro do Belenzinho.

Se interessou por alguma vaga? Envie agora mesmo o seu CV para curriculo@artersana.com.br.

porblogartesana

Painel de Vagas

Confira agora mesmo as vagas disponíveis no grupo Artesana.

– Consultor (a) Interno de Vendas
Requisitos:
* Experiência em vendas por telefone.
* Ensino Médio completo.
* Fácil acesso ao bairro do Ipiranga e Belenzinho.

– Estagiário(a) em Ensino Médio
Requisitos:
* Cursando a partir o 2º ano do Ensino Médio.
*A partir de 16 anos.
* Fácil acesso ao bairro do Belenzinho.

– Ajudante Interno
Requisitos:
* Experiência em expedição.
* Fácil acesso ao bairro do Belenzinho.

-Operador de Empilhadeira
Requisitos:
* Curso de Operador de Empilhadeira.
* Fácil acesso a Bonsucesso/Guarulhos.

Se interessou por alguma? Mande o seu CV para curriculo@artesana.com.br . Será um prazer tê-lo em nossa equipe!

porblogartesana

Treinamentos e fiscalização podem reduzir os acidentes de trabalho

Você sabia que a construção civil é responsável por aproximadamente 21 mil acidentes de trabalho por ano apenas no Brasil? Este dado foi extraído de uma pesquisa realizada pelo Ministério da Previdência Social, na qual foi considerada a média obtida de 2009 a 2012 e inclui tanto os acidentes relatados quanto os não relatados ao INSS. Estes dados são extremamente alarmantes uma vez que parte grande parte dos acidentes é causada pela ausência de treinamento dos trabalhadores, sendo mais comuns em cargos com maior rotatividade e em função de queda.

Em entrevista a Revista Téchne (Edição 206 – Maio/2014), o especialista em segurança no trabalho e professor do curso de engenharia civil da Universidade Tecnológica do Paraná (UTFPR), em Curitiba, Rodrigo Catai, afirma que qualquer mudança só será consolidada no momento no qual sejam implantados modelos já adotados em outras áreas, como a mecânica, ou mesmo por meio de cobranças mais rigorosas. Leia abaixo os principais pontos desta entrevista.

  • Não podemos generalizar e dizer que todos os acidentes de trabalho são causados pela falta de treinamento, muitas vezes pressa para se cumprir prazos acabam levando o próprio trabalhador a deixar de lado as práticas de prevenção. No entanto, não devemos isentar os empregadores que, por sua vez, são obrigados legalmente a fornecer equipamentos de proteção individual (EPI) adequados e certificados. Deve haver uma conscientização de ambos, o empregado deve usar o equipamento e o empregador deve cobrar o uso do mesmo.
  • As regras, por mais rigorosas que sejam, devem ser cumpridas a risca para resguardar os trabalhadores e a empresa.
  • Existem diversas falhas no sistema, no que se refere à fiscalização. Deveriam ser realizados mais investimentos na parte de fiscalização, ou seja, aumento no contingente de profissionais e uma mudança na forma com que as visitas são feitas. Na maioria dos casos, as visitas são motivadas por denúncia, isto é, de forma punitiva, quando o ideal é que sejam realizadas a fim de orientar.
  • É obrigatório que construtoras realizem treinamento. No geral, grandes construtoras costumam realizar treinamentos, o mesmo não ocorre em diversas construtoras de pequeno porte.
  • A responsabilidade pelos acidentes de trabalho na construção civil deve ser atribuída a todos que se envolvem na cadeia empregador-empregado. No entanto, médicos e engenheiros de segurança que devem acompanhar e gerir a segurança no canteiro de obras.
  • A industrialização dos processos construtivos pode e deve contribuir para a melhoria da segurança no trabalho.
  • Segundo a NR-6, todos os EPIs devem ser certificados e aprovados pelo Ministério do Trabalho e Emprego. O uso de equipamentos que descumpram esta norma é passível de multa.
  • Mesmo que não haja uma regulamentação quanto à manutenção de EPIs, fica a cargo de cada empresa criar a sua metodologia para sua troca.

A questão maior que devemos nos atentar é até que ponto vale a pena arriscar a vida dos trabalhadores ou mesmo os trabalhadores colocarem suas vidas em risco? A resposta é simples e única, nenhum!